O peso da culpa por ter diabetes...

Há dias eu tenho pensando comigo mesma, e me perguntado de onde vem essa culpa que às vezes eu sinto carregar em meu coração... Mesmo tendo tantas informações, me questiono sobre o porquê de me sentir mal com alguns comentários, insinuações e até meus próprios pensamentos sobre ter uma doença que não pude sequer evitar! E eu tenho pra mim, muito no íntimo, que todo DM1 carrega um pouquinho do peso de uma culpa que sequer existe... Acho que tudo começa quando somos questionado

Meu "DIABEversário"

Meu “diabeversário”: 26 anos convivendo com o Diabetes. Vamos comemorar, celebrar a vida? Não. Definitivamente não! Me permito chorar, porque não sou de ferro. Me permito chorar, porque parei de trabalhar depois de longas 12horas, cansada, com hiperglicemia, com fome e exausta. E minha empresa e meu chefe não tem nada a ver com isso. Vida que segue... preciso superar e fazer de conta que nada está acontecendo aqui dentro. Exausta do dia a dia, exausta no corpo, exausta na a

Ter Diabetes e morar SOZINHO...

Liberdade ou Risco? Descobri meu diabetes Mellitus tipo 1 aos 8 anos de idade. Sempre morei com meus pais, dividia quarto com minhas irmãs, depois me mudei pra São Paulo e morei em uma “república”, dividindo quarto, e depois com meu (ex) marido, e há apenas 3 anos moro sozinha. Não foi uma decisão difícil, apesar do medo... Mas me levou a refletir um bocado sobre os riscos que eu estava assumindo... Eu vejo sempre nos grupos de Diabetes as mães preocupadas, acordando mais de

Os tempos mudaram, ainda bem!

Quando recebi meu diagnóstico do diabetes tipo 1 no início do ano de 1993 a primeira coisa que eu pensei foi: " eu não ligo pro açúcar. Mas e aquele bolo de brigadeiro, não vou mais poder comer?" Como eu poderia imaginar que, anos mais tarde, poderia comer o que quisesse, graças às novas insulinas e contagem de carboidratos. Mas naquela época não, era tudo muito restritivo, não tinha outra forma de ser. Eu tinha apenas 9 anos de idade, e minha irmã perguntou se eu ia ter que