• Fabiana de Luna

"Sobre a sutil beleza sob as marcas de agulhas, seringas, sensores e cânulas... sim, ali existe


"Sobre a sutil beleza sob as marcas de agulhas, seringas, sensores e cânulas... sim, ali existe uma pessoa." Eu não ligava para as marcas no corpo, eu estava sempre com a barriga ou as coxas roxas, das várias picadas de insulina todos os dias... Eu não ligava para as marcas, mas estes dias reparei que as pontas dos meus dedos são cheias delas, pontinhos pretos minúsculos, alguns ainda doloridos. Eu não ligava para as marcas, mas reparei que minha barriga e braços são cheios de tatuagens redondas e elípticas, vermelhas, dos adesivos dos sensores e da cânula, que inflamam a minha pele. Eu não ligava para marcas, até sentir o meu coração e alma tão marcados, e machucados, por causa do diabetes. E foi aí que tive medo. Foi aí que um dia me escondi. Eu tinha receio de mostrar minhas cicatrizes. Eu tinha vergonha de mostrar todas estas marcas a quem quer que seja. Sempre pensei que as pessoas olhariam direto para elas, mas isso era apenas uma impressão, porque elas doem em mim, somente em mim. Mas não as escondo mais. Elas são parte do que eu sou, são parte da minha história, são parte das escolhas diárias que tomei até aqui: sobreviver. Eu não tenho mais medo de mostrar estas marcas, as externas e também as internas, pois elas podem ensinar outras pessoas que o caminho não é fácil, mas é possível. E entre furos e cicatrizes, eu coleciono o melhor de mim. E a melhor versão de mim. #diabetes #cicatrizes #bombadeinsulina#insulinpump #agulhas #needles


23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo