• Fabiana de Luna

DIABETES E VIAGENS - NÃO TENHA MEDO DE MUDANÇAS!


VOCÊ VIAJA SEMPRE, TENDO DIABETES?

JÁ FEZ INTERCÂMBIO, OU JÁ PENSOU EM SE MUDAR DEFINITIVAMENTE PARA OUTRO PAÍS?

Conheça 4 histórias de pessoas que decidiram mudar completamente o destino de suas vidas, e como levam o diabetes em cada um desses novos mundos!

Oi pessoal!

Pra quem vem acompanhando meus posts desde abril já notou que eu adoro viajar! Sempre viajei pelo trabalho ou por lazer. Mas toda vez que penso em uma viagem, é sempre a mesma coisa... lembro da “logística” que tenho que preparar por conta do diabetes, afinal, é preciso estar preparado para (quase) tudo!

Mas se você tivesse a oportunidade de passar mais que uma semana, ou um mês de férias em outro país, como faria?

Esta é a experiência que eu estou vivendo agora, que vim morar alguns meses na Itália, e que alguns amigos diabéticos também enfrentaram quando decidiram mudar definitivamente de país!!!

Vocês vão conhecer, nos próximos posts, um pouquinho da história do Fabrício, do Matheus, do Gustavo e da Janis.

Relatam como foi tomar a decisão, como buscaram orientação profissional, como é o tratamento do diabetes nestes países, e como é conviver com a diferença cultural e alimentar na Itália, Canadá, Estados Unidos e França!

Ao final, também contarei como planejei e como está sendo fazer um intercâmbio de pelo menos 6 meses fora do Brasil.

Fiquem ligadinhos pra não perder nenhum detalhe!!!!

E se você está preparando sua viagem de férias, aqui vai uma listinha de coisas para não se esquecer na hora de montar as malas!

[BOMBA DE INSULINA]

- conjunto de infusão (cateter e cânula) - reservatórios de insulina - kit pilhas e tampinhas, para a bomba e para o glicosímetro - sensores - aplicador de cânula

[INSULINA E MEDICAMENTOS]

- bolsa térmica com gelo (ou gelo descartável) - insulinas - insulina basal extra, caso a bomba dê defeito - swabs de álcool 70% - caneta e agulhas, ou seringas - sachês de glicose - outros medicamentos

[MEDIDOR DE GLICEMIA]

- lancetas - lancetador - fitas reagentes para teste - glicosímetro - sensores

[DOCUMENTOS]

- Carteira de identidade / Passaporte - relatório médico, descrevendo tudo o que se está carregando - Receitas médicas de todos os medicamentos - Carteira de identificação com nome e telefone do médico e um membro da família

[SUPER DICAS]

1) Especialmente em viagens de avião, levar tudo em dobro, em diferentes malas, para o caso de extravio (não podemos ficar sem insumos, e nem sempre é fácil conseguir em outra cidade ou país)

2) Se a viagem for internacional, carregar também receitas e relatório médico em inglês

3) Carregue as insulinas sempre na bagagem de mão, pra não congelar no compartimento de malas do avião.

4) Verifique sempre as condições do gelo da bolsa térmica (Longas viagens talvez seja preciso repor o gelo utilizado)

5) Verifique a validade dos produtos, especialmente das fitas reagentes e da insulina

6) Um lanchinho extra e sachês de glicose, em caso de hipoglicemia durante a viagem...

Ufa.... E torcer pra ninguém do aeroporto implicar com o tanto de agulhas e essa coisa toda que você TEM que carregar.

#viagem #diabetes #dm1 #t1d #glicose #contagemdecarboidrato #clicemia #diabetestipo1 #bombadeinfusão #insulinpump #viajandocomdiabetes #saúde #mudardepaís

318 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo